contador de visitas para blog
Loading...

segunda-feira, 1 de setembro de 2014

A segunda pesquisa Datafolha realizada após o registro das candidaturas no TSE, com eleitores do Estado do Rio de Janeiro, mostra que Garotinho (PR) segue na liderança da disputa para o governo fluminense. Na pergunta estimulada, quando é apresentado um cartão com o nome de todos os candidatos, o ex-governador oscilou positivamente um ponto percentual na comparação com a pesquisa de julho, de 24% para 25%.
No período, Marcelo Crivella (PRB) perdeu seis pontos, foi de 24% para 18%, e está agora empatado tecnicamente com Luiz Fernando Pezão (PMDB), que passou de 14% para 16%. As taxas dos demais candidatos se mantiveram estáveis, Lindberg Farias (PT) tem os mesmos 12%, Tarcisio Motta (PSOL) foi de 2% para 1%, Dayse Oliveira (PSTU) seguiu com 1% e Ney Nunes (PCB), foi de 0% para 1%. Brancos ou nulos passaram de 16% para 17% e indecisos, de 7% para 10%.
Nesse levantamento realizado entre os dias 12 e 13 de agosto de 2014, o Datafolha entrevistou 1.317 eleitores em 31 municípios do Estado do Rio de Janeiro. A margem de erro máxima é de 3 pontos percentuais, para mais ou para menos, para o total da amostra.
Quando a pergunta é feita espontaneamente, Garotinho também lidera as intenções de voto, ao lado de Pezão. O ex-governador tem 12%, Pezão tem 8%, Crivella tem 5% e Lindberg tem 2%. Dayse Oliveira, Tarcisio Motta e Ney Nunes foram citados, mas não alcançaram 1%. O ex-governador Sergio Cabral, que não concorre às eleições, foi citado por 1%, outras respostas tiveram 2%, brancos ou nulos 14% e indecisos, 55%.
Em comparação à pesquisa de julho, Garotinho foi o único a crescer, no período o ex-governador ganhou cinco pontos (tinha 7%). Pezão e Crivella se mantiveram estáveis (tinham, respectivamente, 8% e 4%), o mesmo ocorreu com a de taxa de brancos ou nulos (estável em 14%), enquanto, a taxa de indecisos diminuiu seis pontos (era 61%).
Garotinho também lidera no índice de rejeição, com 40% de menções (era 39%). A seguir aparecem Pezão e Lindberg com 20%, cada um (era respectivamente, 19% e 17%), Crivella com 16% (mesmo índice anterior), Ney Nunes com 9% (era 10%), e Tarcisio Motta e Dayse Oliveira com 7%, cada um (era respectivamente, 10% e 9%). Rejeitam todos os candidatos, 8% (era 7%), não rejeitam nenhum, 9% (mesmo índice anterior), e não souberam responder, 9% (mesmo índice anterior).
Na simulação de segundo turno, entre Garotinho e Crivella, o ex-governador tem 32% das intenções de voto, enquanto o senador tem 44%. Nesse cenário, brancos ou nulos alcançam 20% e indecisos 4%. Após o registro das candidaturas no TSE, está é a primeira vez que o Datafolha simula uma situação de segundo turno.
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens populares

Tecnologia do Blogger.

Siga Noticia Atual Por Email

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Popular Posts

Curtam Nossa Pagina no Facebook