contador de visitas para blog
Loading...

domingo, 28 de setembro de 2014


A pesquisa Datafolha publicada na última sexta-feira (26), que apontoucrescimento de Dilma Rousseff (PT) e queda de Marina Silva (PSB) nas intenções de voto para primeiro turno, também indicou queda da candidata do PSB acima da margem de erro nos dois maiores colégios eleitorais do Brasil, em relação à pesquisa divulgada em 10 de setembro.
Na pesquisa nacional, Dilma foi de 36% para 40% em relação à sondagem em duas semanas, enquanto Marina caiu de 33% para 27%. Aécio Neves (PSDB) subiu de 15% para 18%. A margem de erro nas duas pesquisas é de dois pontos percentuais, para mais e para menos.
A análise dos dois principais colégios eleitorais, São Paulo e Minas Gerais, ajuda a explicar a queda de Marina Silva em âmbito nacional. Com 22,4% dos eleitores brasileiros, o Estado paulista viu a candidata da PSB, ainda líder na região, cair de 40% para 36%. Dilma, por sua vez, oscilou dentro da margem de erro, variando de 26% para 27%. Já o tucano Aécio Neves obteve ganho de seis pontos percentuais (de 16% para 22%).
Em Minas, que possui 10,6% do eleitorado, a queda de Marina também foi de seis pontos percentuais, como aconteceu em São Paulo, caindo de 25% para 19%, enquanto Dilma subiu de 33% para 36%. Aécio Neves subiu de 25% para 29% e assumiu isoladamente o segundo lugar no Estado que governou entre 2003 e 2010, atrás apenas da petista.
No terceiro maior colégio eleitoral do Brasil, o Rio de Janeiro, com 8,5% da população apta a votar, Marina Silva manteve seu índice de 36% e a liderança em intenções de voto no Estado. Dilma subiu de 30% para 33% em duas semanas, enquanto o tucano foi de 12% para 14%.
Os números são referentes à pesquisa estimulada, na qual os nomes de todos os candidatos à Presidência são mostrados aos eleitores.
Na pesquisa espontânea, onde não são apresentados os candidatos, Marina também caiu. Em São Paulo, a oscilação negativa foi de 28% para 25%, enquanto em Minas ela variou de 18% para 14%. Dilma, por sua vez, oscilou para cima dentro da margem de erro entre o eleitorado paulista (de 18% para 20%) e manteve seu índice em Minas (28%). Nesse quesito, Aécio cresceu nos dois Estados: de 11% para 16% em São Paulo e de 18% para 21% em Minas.
Já o Rio de Janeiro mostrou crescimento de Dilma acima da margem de erro (22% para 26%) e oscilações positivas tanto de Marina (25% para 27%) quanto de Aécio (9% para 11%) na pesquisa espontânea.
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens populares

Tecnologia do Blogger.

Siga Noticia Atual Por Email

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Popular Posts

Curtam Nossa Pagina no Facebook