contador de visitas para blog
Loading...

sexta-feira, 29 de agosto de 2014

O PSDB está no divã para saber como agir a partir de agora em relação à candidatura de Marina Silva. Um grupo já defende que o partido não deve apontar a artilharia para a candidata do PSB, deixando esse papel para o PT.

Com o crescimento robusto de Marina nas últimas pesquisas, caciques tucanos avaliam que a candidata do PSB pode ser o fiel da balança em várias eleições estaduais num eventual segundo turno.

"Por isso mesmo, seria prudente calibrar esse ataque para conseguir o apoio da Marina em palanques importantes para o partido", argumentou um integrante da cúpula tucana. "Se o partido iniciar um forte ataque contra Marina agora, perdemos a chance de ter o apoio do PSB nas disputas para os governos estaduais no segundo turno", completou.

PT já prevê Marina à frente de Dilma no primeiro turno

Acendeu a luz amarela na campanha de Dilma Rousseff, depois de análises de pesquisas internas. O temor é que Marina Silva já possa aparecer em primeiro lugar nos próximos levantamentos, mesmo que seja dentro da margem de erro. Na última pesquisa Ibope, Dilma aparece com cinco pontos de vantagem em relação à Marina. No comando petista, já se trabalha de forma realista com o cenário de Marina terminar o primeiro turno à frente de Dilma.
Setores do PT já defendem uma "operação pente fino" na gestão de Marina Silva no Ministério do Meio Ambiente. A ordem é tentar encontrar algum fato ou decisão que possa atingir a imagem de Marina. Essa posição não é consenso entre os petistas.

Alguns integrantes do partidos avaliam que pode ser um tiro no pé tentar atingir a gestão de Marina no Meio Ambiente, já que ela ocupou o cargo no governo Lula e tinha respaldo do ex-presidente.

Interlocutores mais próximos de Dilma defendem a retomada do debate da construção da hidrelétrica de Belo Monte, quando a atual presidente e a ex-ministra do Meio Ambiente divergiram. A queda de braço entre as duas foi um dos principais motivos da saída de Marina do governo Lula.

Petistas querem responsabilizar Marina pela capacidade limitada de produção de energia de Belo Monte, que seguiu um modelo defendido pela candidata do PSB. Mas ainda não há entendimento de como conduzir esse debate, já que Marina tem condições de levantar uma bandeira ambientalista.

Uma coisa é certa: a campanha de Marina Silva já está em alerta para um eventual ataque contra a candidata com munição vinda do Ministério do Meio Ambiente.
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens populares

Tecnologia do Blogger.

Siga Noticia Atual Por Email

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Popular Posts

Curtam Nossa Pagina no Facebook