contador de visitas para blog
Loading...

sexta-feira, 25 de abril de 2014

A Câmara de Juazeiro do Norte recebeu, durante sessão dessa quinta-feira (24), Projeto de Lei que visa diminuir as constantes agressões aos professores da rede pública municipal de ensino. O projeto de autoria da vereadora Rita Monteiro (PTdoB) prevê, entre outros, o acompanhamento com psicólogo e assistente social aos alunos.

O projeto prevê, ainda, a parceria entre escolas municipais com entidades e órgãos como Conselho Tutelar. A parceria deve ser estendida, também, a Faculdades e Universidades com cursos de Psicologia e Serviço Social. O projeto, subscrito pelo vereador Tarso Magno (PR), foi enviado às comissões e pode ser votado já na próxima semana.

A autora do projeto destacou a importância do projeto em trabalhar o psicológico dos alunos. “A ideia é que o projeto atenda as diretrizes estabelecidas no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA),” disse Rita.

Pronunciamentos criticam Poder Executivo

Durante a sessão, três vereadores se pronunciaram. Normando Sóracles (PSL) e Cláudio Luz (PT) criticaram ações do prefeito Raimundo Macedo (PMDB); enquanto o vereador João Borges (PRTB) falou sobre a situação dos menores infratores de Juazeiro do Norte.

O vereador Normando Sóracles pediu a interferência da base de apoio do prefeito Raimundo Macedo para demovê-lo da ideia de construir um hospital municipal. Segundo Normando, o município não tem dinheiro, sequer, para manter um Posto de Saúde. Ele questionou como será com um hospital. “Antes de construir um hospital é preciso comprar mamógrafos, aparelhos de Raio X e melhorar a estrutura existente. Esse negócio de hospital municipal é balela; é propaganda enganosa,” disse Normando.

O vereador Cláudio Luz destacou que o serviço público de Juazeiro está passando por um desmonte. Para ele, não adianta falar em construir prédios sem valorizar o servidor. “O serviço é prestado por pessoas que, no caso de Juazeiro, são desvalorizadas,” disse Cláudio, ressaltando que várias categorias estão para entrar em greve.

Segundo Cláudio, falta transparência na administração de Juazeiro. Ele citou como exemplo o que foi investigado na Comissão Parlamentar de inquérito (CPI) do ar-condicionado. “Ninguém sabe para onde vai o recurso que entre em Juazeiro e não tem dinheiro para nada. Categorias como a saúde e a segurança, vitais nos serviços municipais, estão para entrar em greve e o prefeito não desce para negociar,” disse Cláudio.

O vereador João Borges subiu a tribuna para falar da situação caótica em que se encontram os jovens infratores em Juazeiro. Ele requereu do Governo do Estado a construção de um Centro Social Educativo com internação permanente no município para evitar a peregrinação à Fortaleza. O vereador pediu que fosse enviado ofício ao Governo do Estado com a solicitação.

No documento o vereador pediu que a obra fosse feita nos moldes do Centro de Sobral, também, construído pelo governo.

Audiência Pública

Ao final o presidente da Câmara, vereador Capitão Vieira Neto (PTN), pediu o empenho dos vereadores, imprensa e sociedade civil para a Audiência Pública que acontecerá na tarde desta sexta-feira (25), entre a Câmara, sociedade e políticos votados em Juazeiro.

Segundo o presidente será discutida a participação dos parlamentares na resolução de problemas existentes em setores como segurança, saúde, educação e outros. O encontro acontece a partir das 15h30min no Hotel iu-á, no bairro Lagoa Seca.
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens populares

Tecnologia do Blogger.

Siga Noticia Atual Por Email

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Popular Posts

Curtam Nossa Pagina no Facebook