contador de visitas para blog
Loading...

terça-feira, 18 de fevereiro de 2014

polícia norte-americana solucionou nesta semana uma série de mortes que aparentemente não tinham ligação entre si. Miranda Barbour, 19 anos, foi presa na Pensilvânia, acusada do assassinato de Troy LaFerrara, 42, esfaqueado em novembro doano passado.
Ao ser interrogada, confessou ter assassinado 22 pessoas emassociação com rituais satânicos. Afirmou ter entrado para uma seita satanista quando tinha apenas 13 anos e na iniciação cometeu o primeiro crime junto com o líder do grupo.
Nos últimos 6 anos ela matou pessoas no Alasca, Texas, Carolina do Norte e Califórnia. A polícia não tinha ideia que essas mortes estavam conectadas.
Durante uma entrevista, afirmou: “Sinto que é hora de começar a pôr tudo isso para fora. Não me importa se as pessoas acreditam em mim ou não. Eu só quero tirar tudo isso das minhas costas”. Explicou ainda que não quer sair da cadeia, pois se for libertada acredita que mataria novamente. Explica que não sente remorso, pois só matou “pessoas más”.
Miranda forneceu detalhes da morte de LaFerrara, que conhecei na internet através de um site onde anunciava sexo em troca de dinheiro. Seu esposa, Elytte Barbour, 22, a ajudou no crime, enrolando umacorda no pescoço da vítima enquanto Miranda o esfaqueava no banco da frente do carro.
Os promotores pedem a pena de morte para Miranda e seu marido.
O caso teve grande repercussão por causa da aparência pacata da acusada e sua confissão de envolvimento com o satanismo, pois vários grupos satanistas do país vêm lutando judicialmente para serem reconhecidos como religião e ter os mesmos benefícios de outros grupos religiososCom informações de Huffington Post e The Independent

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens populares

Tecnologia do Blogger.

Siga Noticia Atual Por Email

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Popular Posts

Curtam Nossa Pagina no Facebook