contador de visitas para blog
Loading...

quinta-feira, 20 de fevereiro de 2014



SINDPD não tem acordo com o sindicato patronal e marca greve da categoria – trabalhadores pedem aumento real de 4%

A partir da sexta-feira (21), o consumidor poderá enfrentar dificuldades com os Caixas Eletrônicos 24 Horas, com as operadoras de telefonia e outras atividades do cotidiano. Esse deverá ser um dos efeitos colaterais da greve que começará amanhã, mobilizada pelo Sindicato dos Trabalhadores em Processamento de Dados e Tecnologia da Informação do Estado de São Paulo (SINDPD/CSB). Os 100 mil trabalhadores representados pela entidade reivindicam aumento real de 4% – nominais 10% –, vale refeição de R$ 20 e participação nos lucros das empresas.
“Já fizemos cinco rodadas e o patrão chegou ao ‘teto nominal’ de 6%, ou seja, só a inflação. Quiseram oferecer vale-refeição apenas para empresas com mais de 35 funcionários”, reclama Antonio Neto, presidente do SINDPD, que representa 45% dos empregados no setor. As principais empresas na mira são Tivit, Totvs, IBM, Sonda IT e Fidelity, que atendem Vivo, Petrobras, Embratel, Claro, entre outras. “Disseram que esse era o limite máximo, mas é claro que a classe não acatou e votou pela greve.”
A negociação com o patronal, segundo Neto, não tem sido fácil. No entanto, mais de 80 acordos à parte já foram assinados, por empresas que ofertaram correções mais generosas que o sindicato. Até que a greve se encerre, empresas trabalharão com plano de contingenciamento. A partir de amanhã, o sindicato deverá fazer visitas às empresas em busca de mais adesões.
    Comentários
    0 Comentários

    0 comentários:

    Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

    Postagens populares

    Tecnologia do Blogger.

    Siga Noticia Atual Por Email

    Formulário de contato

    Nome

    E-mail *

    Mensagem *

    Popular Posts

    Curtam Nossa Pagina no Facebook