contador de visitas para blog
Loading...

quinta-feira, 23 de outubro de 2014


A delegada da Polícia Civil do Rio de Janeiro Tatiene Damaris foi assassinada no início da tarde desta quinta-feira pelo marido, após um desentendimento na casa onde viviam, no bairro de Realengo, Zona Oeste da cidade. Logo que o corpo foi encontrado por policiais militares, com marcas de agressão, levantou-se a suspeita de que ela poderia ter sido executada em função do trabalho que chegou a desenvolver no combate às milícias. O marido, que não teve o nome divulgado ainda, entretanto, foi levado para a sede da Divisão de Homicídios (DH) já como suspeito, pois apresentava arranhões que caracterizavam sinal de luta. À noite, ele confessou o crime e foi autuado por homicídio.
O assassino ainda teria tentado simular uma outra motivação, criando a hipótese de latrocínio (roubo seguido de morte), mas as perícias iniciais indicam que a delegada foi morta por asfixia mecânica, por esganadura, com ação contundente no rosto, especificamente no nariz e na boca, provavelmente em virtude de socos desferidos pelo marido.
Tamires foi encontrada na cozinha do apartamento, que não apresentava qualquer sinal de arrombamento. Policial desde 2005, quando começou a carreira como papiloscopista, a vítima tornou-se delegada em 2008 e passou por três delegacias da Zona Oeste, onde chegou a fazer investigações contra milícias.Ela era a delegada-assistente em Santa Cruz.
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens populares

Tecnologia do Blogger.

Siga Noticia Atual Por Email

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Popular Posts

Curtam Nossa Pagina no Facebook