contador de visitas para blog
Loading...

sexta-feira, 26 de setembro de 2014

Candidata do PSB pediu orações para enfrentar o resto da campanha. Encontro vinha sendo cobrado desde que ela assumiu a cabeça de chapa do partido


A candidata do PSB à Presidência, Marina Silva, participou nesta sexta-feira de encontro com lideranças evangélicas em São Paulo - o primeiro desde que a ex-senadora assumiu a cabeça de chapa, após a morte trágica de Eduardo Campos em 13 de agosto. Ela discursou por cerca de uma hora a pelo menos 1.500 pessoas, entre representantes de igrejas evangélicas de diversas denominações, de históricas a neopentecostais. Aos presentes, Marina reafirmou seus compromissos com valores cristãos - mas também destacou a importância do Estado laico: "Não quero transformar púlpitos das igrejas em palanques", afirmou. Marina também recitou um poema de sua autoria e pediu orações para enfrentar o resto da campanha.
A aproximação com lideranças evangélicas vinha sendo cobrada pelos grupos religiosos desde que ela assumiu a cabeça de chapa do partido. "Eu vinha pleiteando um encontro com Marina e as lideranças evangélicas desde a tragédia que matou Eduardo Campos. Fui muito cobrada por pastores por ser uma pessoa próxima a ela. Nós queremos orar por ela", disse a pastora Valnice Milhomens, que organizou o encontro. "Foi tudo às pressas, tivemos que alugar um espaço em dois dias". O encontro não constava da agenda oficial da candidata. No discurso, mais longo do que o habitual, Marina falou da morte de Campos. "É muito sofrimento e eu espero que o partido e a família tenham uma recompensa."
A candidata disse ser diferente o "político evangélico" do "evangélico político". Argumentou que o primeiro instrumentaliza sua fé e a dos outros politicamente, enquanto o segundo guia suas ações por valores, colocando-se na segunda categoria. "As pessoas não votam em mim porque eu sou evangélica, mas porque acham que tenho as melhores propostas para o Brasil" Ela ressaltou os valores do Estado Laico e a importância de preservar a diversidade da sociedade brasileira, colocando valores acima da religião. "O Estado laico é uma conquista da sociedade brasileira, bom para quem crê e para quem não crê", defendeu.  
No evento, o pastor Renê Terranova, do Ministério Internacional da Restauração, em Manaus, fez uma oração e pediu: "Nos dai a estratégia correta para entrar em todos os lugares do Brasil para levantar seu nome, Senhor."
(Com Estadão Conteúdo)
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens populares

Tecnologia do Blogger.

Siga Noticia Atual Por Email

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Popular Posts

Curtam Nossa Pagina no Facebook