contador de visitas para blog
Loading...

quinta-feira, 20 de março de 2014

O 1º tenente da Polícia Militar de Pernambuco,Wesley Savio de Sá Alves, 31, e o estudante universitário, Felipe da Silva dos Santos, 22, foram indiciados por crime de homicídio pela Divisão de Homicídios e Proteção á Pessoa (DHPP). Ambos são suspeitos do duplo homicídio que vitimou Aureliano Batista da Silva, 32, e Francisco Antônio do Monte Morais, 28, que ocorreu na última quarta-feira (19), na Rua Bento Albuquerque, no bairro Cocó. A Polícia acredita na versão de que o crime foi em legítima defesa e, até o momento, ambos devem responder na Justiça em liberdade.
O diretor da Divisão de Homicídios, Luiz Carlos Dantas, e o diretor adjunto, Ricardo Romagnoli, detalharam o caso durante uma coletiva realizada nesta quinta-feira (20). A DHPP entrou em contato com a Polícia de Pernambuco, que repassou os dados.  "Informações sobre o veículo ( que possuía placa de Recife) identificaram o proprietário do veículo, que é um policial de Pernambuco. O dono do veículo se encontrava em Pernambuco e havia emprestado o carro para um estudante de direito, que por sua vez, emprestou o Jetta ao tenente da PM, que é lotado em Salgueiro (PE)", ressaltou o diretor.

O tenente veio ao Ceará com o objetivo de visitar a filha de nove anos, que mora com a mãe na Capital. Wesley Sávio informou à Polícia foi à Praia com a filha e mais quatro pessoas. Segundo informações de Luiz Carlos Dantas, O grupo saiu do estabelecimento no automóvel Jetta por volta de 15 horas. O tenente se apresentou à Polícia e apresentou a nota fiscal do estabelecimento aos policiais.

O tenente de Pernambuco ressaltou que foi abordado pela dupla na Rua Bento Albuquerque e que o passageiro da moto encostou o cano do revólver no vidro do carro. Porém, o tenente efetuou três disparos de dentro do veículo sem baixar o vidro do Jetta. A motocicleta teria caído no carro e impediu que o tenente abrisse a porta esquerda. O assaltante ferido ainda teria revidado e efetuado alguns disparos. Então, três homens desceram do carro e trocaram tiros e  levaram a arma do assaltante quando constataram que ambos estavam mortos.

Policial Militar diz que a principal preocupação era proteger a filha

Indagado por não ter adotado o procedimento legal de ficar no local ou procurar a delegacia mais próxima, o tenente Wesley Sávio respondeu que ficou preocupado com a situação psicólogica de sua filha, que estava bastante nervosa. "Infelizmente estava a minha família, minha filha de nove anos, que é meu bem mais precioso e tive a reação imediata de protegê-la (...)  Eu não esperei, pois em 12 anos de Polícia é a primeira vez que passo por uma situação com minha filha do meu lado. Presenciar isso já está sendo um problema muito grande. E na hora ela só fazia gritar e chorar, mas posteriormente eu liguei para o meu comandante", explicou o PM.
 
O tenente de Pernambuco também citou o caso ocorrido na última segunda-feira (17), quando odelegado da Polícia Civil do estado do PiauíLucas Craveiro Alves, foi morto durante um assalto na  Avenida Washington Soares com Miguel Dias, no bairro Guararapes. "A gente sabe que o combate a criminalidade no Estado do Ceará e em Pernambuco é pesado. A gente sabe que aquelas pessoas saíram de casa com o intuíto de fazer assalto, como aconteceu com o delegado nesta semana, que tiraram a vida dele", finalizou.

Indiciados devem responder em liberdade

O diretor adjunto da Divisão de Homicídios, Ricardo Romagnoli, está a frente do caso e informou que ambos serão indiciados por homicídio, pois é o procedimento legal. Mas até o momento, eles devem responder na Justiça em liberdade. Os outros ocupantes do veículo, todos de Pernambuco, inclusive uma idosa, prestaram depoimento na DHPP. Alguns exames periciais serão realizados e ainda existe a possibilidade do crime de homicídio ser qualificado, mas por enquanto, o caso é tratado como legítima defesa.

Aureliano e Francisco Antônio eram moradores das comunidades da Rosalina e Jardim Fluminense, respectivamente. Nenhum dos dois possuía antecedentes criminais, mas a Polícia descobriu, durante levantamentos realizados nos bairros, que os dois eram usuários de droga e realizavam assaltos. As cápsulas utilizadas no crime não foram encontradas pela Perícia e também não foram apresentadas pelo tenente.

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens populares

Tecnologia do Blogger.

Siga Noticia Atual Por Email

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Popular Posts

Curtam Nossa Pagina no Facebook