contador de visitas para blog
Loading...

quinta-feira, 6 de março de 2014

Um homem de 19 anos é suspeito de uma séria de mortes na região do Brás, centro de São Paulo. Ele foi preso em casa, no mesmo bairro onde aconteceram os assassinatos, na noite de quarta-feira (5). A polícia diz que ele matou quatro pessoas em menos de dez dias.   
O suspeito morava em um beco no depósito de um bar. Na casa dele, os policiais encontraram uma camiseta preta e um boné. Um homem com esse tipo de roupa aparece nas imagens do circuito de segurança no momento das mortes, o que ligou o suspeito aos crimes. Uma das vítimas foi um travesti, como explica o delegado Eder Pereira da Silva.  
— O travesti espera ele aqui na frente. Em seguida, ele sai com boné e camiseta preta, possivelmente a mesma que ele tenha utilizado no caso do saxofonista.  
O delegado disse que há indícios de que ele tenha participado dos outros crimes.  
— A gente linca porque os horários são parecidos, o morador de rua que foi esfaqueado a 50 metros. Então, algumas caracteristicas levam a gente a crer que seja a participação dele em todos esses crimes. E o horário que é sempre depois das três da manhã.  
Foram quatro mortes seguidas em menos de dez dias. A última delas aconteceu na rua Conselheiro Belisário e foi gravada por câmeras de segurança. O casal, que seria o suspeito e um travesti, aparece caminhando na calçada e começa a lutar ao lado de uma caçamba. Ali aconteceram os primeiros golpes. O travesti tentou correr e foi perseguido. Depois, o suspeito fugiu.  
Em outra gravação, o músico Aislan Dantas dos Prazeres, de 35 anos, aparece caminhando com um casal. Logo depois, o casal surge sozinho. Em outra imagem, a vítima corre para pedir ajuda com a mão em cima de um ferimento. Aislan era saxofonista do grupo Bonde do Maluco que faz sucesso com o ritmo arroxa. Ele havia sido pai, pela terceira vez, dias antes de morrer, como conta a advogada da família da vítima, Jaqueline Leite Martinelli.  
— A esposa dele está bastante abalada. A gente vai ter que entrar com pedido para registrar o bebê porque não deu tempo, então esta semana que vem aí vamos ter que entrar com pedido para inclusão do nome dele no registro do bebê.  
A advogada da família de Aislan esteve no Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa. Durante toda madrugada, aconteceu o interrogatório do suspeito de ter matado as quatro pessoas. Ao ser preso, o suspeito negou participação nos crimes, mas a polícia encontrou na casa dele, além da camiseta e do boné, duas facas que podem ter sido usadas nas mortes. No local também havia muitos CDs e DVDs pirateados.

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens populares

Tecnologia do Blogger.

Siga Noticia Atual Por Email

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Popular Posts

Curtam Nossa Pagina no Facebook