contador de visitas para blog
Loading...

segunda-feira, 13 de outubro de 2014


Desprestigiado dentro do PSB e sem a presidência do partido desde segunda-feira, o ex-ministro Roberto Amaral é uma voz isolada na sigla a favor da presidente-candidata Dilma Rousseff. Quase todos os nomes de peso do partido optaram pelo apoio ao tucano Aécio Neves no segundo turno da eleição presidencial, e a aliança foi aprovada oficialmente pelo comando da legenda. Restaram a Amaral os braços do PT: ele vai se reunir na noite desta quinta-feira com a presidente Dilma Rousseff, no Palácio da Alvorada, para declarar pessoalmente seu apoio a ela – embora ele não tenha nenhum voto além do próprio. Apesar do pouco significado prático, o evento servirá para reforçar o discurso petista de que, no fim das contas, Aécio não tem a adesão integral do partido de Eduardo Campos e Marina Silva. Enquanto o pessebista se preparava para visitar a presidente-candidata, a cúpula do PSB e a família de Campos participavam de uma missa em Brasília, em homenagem aos dois meses da morte do ex-governador. (Gabriel Castro, de Brasília)
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens populares

Tecnologia do Blogger.

Siga Noticia Atual Por Email

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Popular Posts

Curtam Nossa Pagina no Facebook